Thursday, December 9, 2010

hoje...





bastava-me olhar para ti... cumprimentar-te...falar de coisas banais...

e deixar por falar aquilo que mais queria ....


cá dentro guardar, bem guardadas


as palavras que me apetece dizer-te,


baixinho ao ouvido...assim num encontro quase casual...



Wednesday, November 17, 2010

Desejo ...






Hoje ... apetecia-me pegar em ti e...


...raptar-te.


Fugirmos os dois, sem destino...ou melhor com o destino de cometer uma loucura...


...ou duas, ou as que nos desse na real gana !


Hoje apeteces-me e mesmo distante sinto-te aqui ...


... o teu cheiro, o teu olhar... as tuas palavras...


hoje mesmo sem que tu saibas ... és meu !






Friday, November 12, 2010

Quanto pesa a vida ?






Pode ser 100 gramas, um quilo, dez ou cento e tal.

Pode pesar na história de toda a Humanidade ou apenas no ventre de uma mãe, nas memórias de um pai... Pode alterar a grelha de programação de um telejornal ou somente a ordem dos grãos de areia de um deserto.

Pode forrar de diários uma imensa biblioteca por tantos anos vividos, ou deixar escrito um simples relatório de mais uma criança que não vingou à nascença, para efeitos estatísticos.

Não importa o impacto ou a duração, o peso é invariável.

Toda a vida é, simultâneamente , escolha e acaso, rescrevendo, na sua pequenez, a misteriosa fórmula matemática que move todas as coisas.

Toda a vida pesa o infinito, pois incontáveis são as hipóteses de esta se relacionar com outras vidas, seja no imediato, seja passados mil anos, seja através de uma palavra, seja fruto do seu próprio fim, redireccionando, ininterruptamente, o curso do Universo.


Almada, Maria - Castelos de Algodão Doce, Sextante, 2009

Wednesday, October 20, 2010

É triste quando só resta o silêncio...

Há enredos pouco agradáveis em que nos vemos envolvidos. Por vezes não se consegue encontrar uma explicação para isso. Noutras encontramos, ou pelo menos, tentamos fazer uma análise, ainda que provisória: ver os erros que cometemos confiando em quem não o merecia, o juízo errado que fizeram sobre nós, a expectativa que tínhamos em relação a certas pessoas. Seja qual for a situação, há um ingrediente que não deve faltar, sob pena de comprometer todo o desenlace futuro: a lealdade!

Se houver lealdade, todas as “discussões” são possíveis. Assim é de facto ! Diz o filósofo e com razão: “ da discussão nasce a luz”. Teriam um sentido bem mais amplo as suas palavras, mas para ilustrar a ideia serve.

Frontalidade. É outro dos ingredientes fundamentais para levar a bom porto, qualquer relacionamento, seja pessoal, laboral, social e por aí fora. Também aqui constatamos ser cada vez mais raro esta característica nas pessoas. O mundo está cheio de sonsos, esse indivíduos irritantes, com a mania da perseguição que como não conseguem por mérito próprio destacar-se, encostam-se que nem lapas aos do topo( independentemente da área) , tecendo pela calada enredos de intrigas mirabolantes, quase e só com o propósito de aniquilar gente decente com mérito e com valores.

Há ainda pessoas que só conseguem “viver” ( aqui as aspas são necessárias mesmo) sentindo-se importantes, sentindo que são o alvo de atenção constante , protagonistas de novelas em horário nobre... Adoram a bajulação, são super populares, aparentemente queridos para toda a gente, mas em muitos casos perigosos, muito perigosos, cada poro seu imana hipocrisia. Estão sempre em cima do acontecimento, dão opinião sobre tudo, acreditam piamente que o mundo pára se não souberem a última coscuvilhice. São os “queridos”, os “fofos”, os “amores” e por aí fora. Campeões da futilidade!!!

E depois há aqueles que julgamos ( e muitas vezes juramos) não ser nada disso e que , sem que nada o faça prever, se comportam de uma maneira que não conseguimos descrever e muito menos compreender. Que nos apanham desprevenidos e passam para “ o lado de lá” ou se “passam” eu sei lá... Que nos deixam sem palavras, com um nó no estômago e um embargo na garganta, pois desceram em flecha do patamar onde os tínhamos, cegos talvez pela engrenagem desta estranha vida, que enaltece e protege quem está ou julga estar no topo da glória. Para esses às vezes só há o silêncio.
E é triste quando só resta o silêncio...

Wednesday, September 22, 2010

a vida ....






...ensina-nos que podemos vencer, sem recorrer a confrontos e a lutas ...

Saturday, September 11, 2010

virar mais uma página






Depois de um sem número de horas a pensar e repensar no porquê de algumas situações, rendo-me à condição de afirmar que o nosso Fernando Pessoa estava cheio de razão ao dizer que quanto mais conhecia as pessoas, mas gostava dos animais. Eu também !!!!
Às vezes fico farta de gente desleal e como não aprendi nestas décadas todas a esconder o que sinto, prefiro afastar-me de vez...
O meu rosto é o espelho da minha alma, sempre assim foi. Não pretendo sequer mudar.
Surpreende-me ( ainda...) a capacidade que certas pessoas têm, com todo o cínismo do mundo, de se aproximar daqueles a quem dão facadinhas nas costas, com sorriso de orelha a orelha, a fazerem-se de amigos e preocupados , etc e tal blá blá blá blá...
Não há paciência !!!!
Vivam lá no vosso mundinho de aparências, cheio de protagonismos e jantaradas, comezainas e beberetes...desfiles de opulência mundana irritante.
Há quem prefira passar despercebido, hello!!!!! ,Há aqueles que não trocam a vida de "protagonismo" pela sua privacidade, dá para entender ?!!!!
Vidas medíocres, livra !!!!!

Sunday, September 5, 2010

Tu meu filho




Há momentos fantásticos em que me dás tantas alegrias que chego a ficar assustada... Por isso peço ao Ser fantástico que nos tem acompanhado, que te proteja sempre e que te afaste de todo o mal, para que continues a ser o coração de ouro que és.

Amo-te infinitamente !

Monday, August 9, 2010

metade de mim







Obrigada pelo carinho, pela cumplicidade, pela alegria, pelo teu bom coração, pela paz que me transmites, pela força e amor que me dás...por seres tu ...assim como és !
Sou feliz porque existes meu filho !!!!!

Wednesday, June 16, 2010

e o inferno é...










...ter que conviver com a hipocrisia e falta de vergonha da classe política e disso não poder fugir pois o ordenado tem que chegar a casa todos os meses para se ir vivendo ...

Tuesday, May 18, 2010

QUE VONTADE DE ESGANAR !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!



Este e todos os que o antecederam e que nos desgovernam há décadas !!!


Cambada de corruptos, andam há anos a encher os bolsos e a fazer de todos nós parvos e agora ainda tem a distinta lata de nos pedir mais sacrificios, para tentar minimizar a porcaria que eles, e só eles, têm feito.

Chega! Realmente acho que está na hora de acabarmos com este "fado" dos brandos costumes e mostrar a estes tipos que são eles que têm que pagar a crise que eles próprios criaram!!!!

Não é só andar aí a tapar buracos de desfalques bancários de amiguinhos!

Devia haver o desterro para estes tipos.

Sinceramente.... já não há paciência !

Friday, May 7, 2010

ao acordar






Gosto de respirar o ar da manhã de janela do meu quarto.
Ouvir os pássaros num alegre cantarolar e ver na pequena ribeira o serpentear da água que mais abaixo, abraça o imenso rio...
Pensar como sou feliz por acordar com a natureza ...
***********

Monday, April 19, 2010

Há dias assim...







... em que acordo com vontade de abraçar o Mundo !!!!!!

Wednesday, April 7, 2010

Gosto , porque sim !









...de histórias de amor de verdade ...

Friday, March 26, 2010

palavras de outros



" Creio, primeiro, que o mundo em nada nos melhora, que nascemos estrelas de ímpar brilho, o que quer dizer, por um lado, que nada na vida vale o homem que somos, por outro lado que homem algum pode substituir a outro homem. Penso, portanto, que a natureza é bela na medida em que reflecte a nossa beleza, que o amor que temos pelos outros é o amor que temos pelo que neles de nós se reflecte, como o ódio que lhes sintamos é o desagrado por nossas próprias deficiências, e que afinal Deus é grande na medida em que somos grandes nós mesmos: o tempo que vivemos, se for mesquinho, amesquinha o eterno "


SILVA, Agostinho da- Educação de Portugal. Lisboa: Ulmeiro, 1989.ISBN 972-706-213-X

Wednesday, March 24, 2010

estranho...ou talvez não




aos poucos começo a ouvir o que se diz do mundo lá fora...


parece que por cá anda muita gente a ficar maluca ( ou por lá perto)


até nem há razões para isso nem nada :-)




........................................................................................................

finalmente !!!!!!!!!!!!!



É booooooooooooooooooooooooa ...
muito boa mesmo a sensação de dever cumprido !!!!!!!!!!!
Depois de meses e meses agarrada a um projecto posso enfim respirar fundo e carregar baterias ...
até ao próximo !
E também começar a andar mais por aqui !!!!
...................................

Monday, February 22, 2010

a ordem (não) natural das coisas






...por vezes ainda me choca a facilidade com que certas pessoas brincam com os sentimentos dos outros.



...ora dizendo palavras de afecto e carinho, ora fazendo promessas e juras "eternas"... que rapidamente passam à história se preciso for...



...ora dizendo-se amigos e batendo com a mão no peito, ora passando ao lado e fingindo que não se vê...





Vivemos numa sociedade cujo egoísmo ultrapassou há muito a barreira do aceitável. Tudo é vivido numa feroz competição, no trabalho, no melhor lugar para o estacionamento, nas mais pequenas coisas do dia a dia.



Até no desporto ou passatempos vemos jovens a competirem ferozmente e muitas vezes esquecerem velhas amizades e trocando amigos por troféus ...

Assim a vida terá sempre um sabor amargo e certamente acabará por restar apenas o vazio... !

Wednesday, February 10, 2010

esta é para ti ...




*****
... quando cá chegares.
..........


...como diz a música... não se ama alguém que não ouve a mesma canção !


*****

Wednesday, February 3, 2010

é bom não é ?!!!!!




Dê por onde der, aconteça o que acontecer ninguém me consegue chatear neste dia !!!!

Já são muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuitos, eu sei mas não faço por menos, quero ainda outros tantos pela frente !!!!

Gosto de estar "estupidamente" bem disposta, lembra-me a minha infância e em como eu passava os dias... sempre feliz !

Apesar da chuva lá fora o Sol falou mais alto e brilhou para mim.

Parabéns a moi-même ehehehehehe

Sunday, January 17, 2010

Viver


Quando lidamos de perto com alguém que luta por se manter com vida, constatamos que aquele nosso problema que tanto nos incomoda e tanta hora de sono nos tira, é afinal perfeitamente irrisório ...

o que se ouve por aí ...




Os senhores que se dedicam a isso, publicaram há dias um relatorio sobre a geração dos 16 aos 25 anos e designaram-os de « geração perdida» sobretudo devido às frustantes expectativas de emprego.
Por falar em perdas talvez estes jovens tenham perdido muito ultimamente,sobretudo a capacidade de sonhar e acreditar ...

Monday, January 11, 2010

momentos ...





... há momentos mágicos ... como aquele em que subitamente a criança que se passeia à nossa frente, desata a cantar em voz bem alta a "Cinderela" e saltar ao som da música que entoa nas ruas lembrando a época de festa ...

..e o mundo inteiro está dentro de si neste momento !