Wednesday, May 9, 2007

sem limites

Foto Paula C.

Em tempos privámos com uma pessoal singular, única.De facto, embora desprovida de bens materiais quase por completo, vivia uma paixão avassaladora com o marido.Aquilo a que habitualmente chamam "o amor e uma cabana".Inseparavéis, viviam juntos todos os minutos do dia. Ela confidenciava-nos vezes sem conta que a chama que sentiam um pelo outro era inesgotável... incondicional...sem limites...

Por vezes dizia-nos sentir vagamente a falta de outras coisas.Mais materiais, digamos.Uma boa casa, ou carro, uma viagem de sonho.No entanto tudo aquilo que vivia com o marido dentro do seu lar, acabava por a fazer esquecer de sonhos "tolos", como dizia por graça.

Nunca conhecemos ninguém com tamanho gosto pela vida,com tamanha dimensão de felicidade estampada no rosto. Os seus olhos, mantinham um brilho especial, mesmo quando as circunstâncias da vida se afiguravam menos fáceis. E a força que transmitia era inesgotável.

Por isso a lembramos tantas vezes.Como uma das poucas pessoas que conhecemos, que respondia invariavelmente com um "tá tudo bem!" sempre que alguém lhe perguntava como tinha passado...

...e sentimos saudades !


1 comment:

Miguel said...

As pessoas são cada vez menos assim, porque o egoísmo reinante, não é compativel com essa forma de viver. É pena!