Friday, June 8, 2007

dolce fare niente

imagem google
.....
Ai que prazer
Não cumprir um dever,
Ter um livro para ler
E não o fazer!
Ler é maçada,
Estudar é nada.
O sol doira
Sem literatura.
O rio corre, bem ou mal,
Sem edição original.
E a brisa, essa,
De tão naturalmente matinal,
Como tem tempo não tem pressa...
.....
Livros são papéis pintados com tinta.
Estudar é uma coisa em que está indistinta
A distinção entre nada e coisa nenhuma.
.....
Quanto é melhor, quanto há bruma,
Esperar por D. Sebastião,
Quer venha ou não!

.....

Grande é a poesia, a bondade e as danças...
Mas o melhor do mundo são as crianças,
Flores, música, o luar, e o sol, que peca
Só quando, em vez de criar, seca.
.....
O mais que isto
É Jesus Cristo,
Que não sabia nada de finanças
Nem consta que tivesse biblioteca...
.....

Fernando Pessoa
*****************************************************

4 comments:

Anonymous said...

"Este" é que é um texto de excepção vindo de um autor genial tb de excepção, que na década de 20 do séc. XX foi chumbado na admissão para um lugar de bibliotecário em Cascais, creio...

Falo, obviamente, de Fernando Pessoa - e o carneiro do Júri justificou o chumbo de FP com um mau domínio do português. Isto tem a sua ironia...

É um bom texto, tanto melhor se declamado por João Villaret, que deixou escola no teatro..

best
Macro

segurademim said...

ai que fofo!!!!!


gosto dos ténis e do poema claro

bom domingo ;)

Moura said...

Bom poema e excelente receita para um fim de semana depois de uma semana muito trabalhosa.
Bjo

Luís said...

É um prazer mesmo...