Friday, January 26, 2007

Estamos a ficar mais infelizes?


a pergunta é feita num artigo aqui dentro a propósito do último livro de Stefan Klein (biofísico alemão) intitulado Simplesmente Feliz editado recentemente pela Asa
« a preguiça não nos faz felizes» diz ainda, no entanto « é necessário termos momentos infelizes para nos afastarmos do perigo»
« O número de pessoas com depressão está a aumentar.Ainda não há certezas, mas provavelmente isso deve-se ao facto de fazermos cada vez menos trabalhos físicos e às inúmeras mudanças sociais, como a emigração e as rupturas familiares. A OMS estima que em 2020 a causa de maior sofrimento nos humanos seja a depressão. A única coisa que se pode fazer é preveni-la. O cérebro é muito flexível, por isso podemos ensiná-lo a ser mais feliz.Não há pessoas que não consigam ser felizes. Mesmo quando estão deprimidas são capazes de sentir felicidade »
e quando lhe perguntam se é vantajoso ter uma relação amorosa estável, a resposta já não surpreende, no entanto consolida o que já se sabe «...vários estudos revelam que o indicador de felicidade mais importante é quantidade de relações sexuais.O sexo é a cola das relações.Há estudos que mostram que quando as pessoas estão apaixonadas, basta falarem na pessoa que amam para o seu cérebro ter as mesmas reacções de um toxicodependente depois de uma injecção de heroína...»
por isso aqui fica a nossa sugestão para o fim de semana que se avizinha:
MAKE LOVE NOT WAR

3 comments:

sednaa said...

Concordo em pleno com este post, no entanto sabe-se que em Portugal as relações sexuais por amor diminuiram drasticamente. Um casal que se diz feliz, na maioria das vezes não o é devido à falta de sexo, refugiando-se depois na quantidade de problemas que tem hoje em dia um casal. A nossa sociedade está de facto muito complicada para que as pessoas tenham tempo para o amor, quase nem veem, não passeiam de mão dada, não veem um filme de amor juntos. A nossa sociedade está a ficar 100% materialista e só isso parece retirar as depresões que se apanham pelos gastos excessivos e depois pela falta de dinheiro para os pagar. Sejam mais felizes...

AC said...

Acredito que estamos mais infelizes. Na medida em que aumentamos o conhecimento, melhor reconhecemos injustiças, mais sabemos do mundo e das gentes,mais deprimidos vamos ficando.
Quanto a isso, só os verdadeiramente optimistas e os inconscientes, viverão felizes.
Bfs

chuvamiuda said...

..........

a proposta final é de aceitar sem pestanejar

..........

Beijo BFS