Tuesday, January 9, 2007

O Principezinho

« Na verdade, havia no planeta do principezinho, como em todos os planetas, ervas boas e ervas ruins.Portanto, devia haver sementes boas de boas ervas e ruins sementes de ervas ruins. Mas as sementes não se vêem. Dormem no segredo da terra até que, a uma delas, lhe dê para acordar. Então espreguiça-se e lança, a princípio tímidamente, na direcção do sol, uma encantadora hastezinha inofensiva. Se for uma haste de cenoura ou de roseira, podemos deixá-la crescer à vontade. Mas se se trata de uma planta daninha, mal se dê por isso, é necessário arrancá-la imediatamente.O caso é que havia sementes terríveis no planeta do principezinho...eram sementes de embondeiro. O solo do planeta estava inçado deles. Ora, se não arrancarmos um embondeiro a tempo, é impossível depois vermo-nos livres dele. Atravanca todo o planeta. Perfura-o com as raízes. E se o planeta for muito pequeno e os embondeiros forem muitos, fazem-no rebentar. »
Antoine de Saint-Exupéry

1 comment:

chuvamiuda said...

................

o que não faltam por aí, são ervas ruins

:))


Beijinhos e bom dia