Monday, January 8, 2007

" A lentidão"

« A velocidade é a forma de êxtase com que a revolução técnica presenteou o homem. Ao contrário do motociclista, quem corre a pé continua presente no seu corpo, obrigado ininterruptamente a pensar nas suas bolhas, no seu ofegar; quando corre sente o seu peso, a sua idade, mais consciente do que nunca de si próprio e do tempo da sua vida. Tudo muda quando o homem delega a faculdade da velocidade numa máquina: a partir de então, o seu próprio corpo sai do jogo e ele entrega-se a uma velocidade que é incorpórea, imaterial, velocidade pura, velocidade em si mesma, velocidade êxtase.»
Kundera, M. in A Lentidão, Asa, 1995

2 comments:

Anonymous said...

Que velocidade atingiu ao fazer este post?

E a que velocidade máxima já andou...

Um beijinho do
burro igual aos outros

chuvamiuda said...

................

assim é Amiga

................


Beijinhos e noite serena